My Angola na educação de assuntos saúde

Futuros temas:
Cólera, Retinopatia Diabética, Herpes, Escorbuto, Cancro do colón, Desidrataçao por diarreia, Próteses, Depressão, Febre "dengue"

1. Cancro da Mama e uso de Desodorizantes

Autora: Ana Isabel Gomes
Ilustração: Andreia Serra

Em 1999, foi colocado a circular na Internet um e-mail que relacionava o uso de desodorizantes e a incidência de cancro da mama. Como todas as farsas, usa linguagem sensacionalista e faz referência a pessoas supostamente peritas na temática. E, infelizmente, muitos de nós, sem formação na área, somos levados a acreditar no seu conteúdo.
Vamos esclarecer todas as patranhas existentes nesse e-mail:
  1. Há uma maior prevalência de cancro da mama no quadrante superior externo da mama, ou seja, perto da axila, porque aqui está uma grande quantidade de tecido glandular mamário – não há nenhum estudo científico que comprove que é porque ali são colocados os desodorizantes.
  2. Não há “áreas para purgar toxinas”! Há compostos que saiem do nosso corpo, por exemplo, através da urina, fezes e transpiração. A transpiração dá-se pela pele, ocorrendo em toda a sua extensão e não apenas nas axilas, que é apenas 1% da nossa superfície corporal.
  3. Outro detalhe anatómico é que não há nódulos linfáticos apenas nas axilas. O nosso sistema linfático é composto por vasos linfáticos que percorrem todo o corpo e que drenam para nódulos linfáticos localizados em várias regiões do mesmo.
  4. Os homens como têm menos tecido glandular mamário, obviamente, têm menos cancro da mama, e não porque o desodorizante “fica nos pêlos”.
  5. Pesquisando na internet, não é possível encontrar as pessoas que são referidas no e-mail. Nomeadamente, Katrina Scott, directora assistente de marketing, supostamente perita em medicina, associada à Universidade de Maryland. Esta não consta nos arquivos da universidade nem em lado nenhum.
Até hoje, a comunidade científica que tanto tem feito na melhoria da nossa qualidade de vida, e com sucesso, como comprova a subida da esperança média de vida, não encontrou qualquer relação entre estas duas variáveis: desodorizantes e cancro da mama.
Não podemos afirmar que os desodorizantes são benéficos, mas muito menos que são maléficos baseados neste tipo de raciocínio dedutivo sem qualquer base científica e que é “vendido” como verdadeiro.
Fica para reflexão: A maioria das pessoas que tem cancro do pulmão anda ou andou durante alguns anos com isqueiro ou fósforos no bolso. Podemos afirmar que o isqueiro ou os fósforos são factores de risco do cancro do pulmão? Não – a não ser que sigamos a lógica redutora e sem conhecimentos que os autores do e-mail seguiram. Estudos científicos foram desenvolvidos até, muitos anos mais tarde, cerca de 50 anos, se descobrir que o consumo de tabaco era um factor de risco.


2. Doenças Cardiovasculares
Autora Ana Isabel Gomes


3. Enfarte e AVC
Autora Ana Isabel Gomes


3.1. AVC e Enfarte
Autora Alexandra Nogueira
enfarte_e_avc.jpgavc_-_imagem.jpg





4. Filariose
Autora Elisa Crisci


5. Glaucoma
Autor Ermelindo Leal


6. Gripe A e uma boa conduta
Autora: Andreia Serra
gripe_(3).jpg
Myangola_flu_chart.jpg
























7. Malária
Autora Andreia Serra


7.1. Malária
Autora Alexandra Nogueira
  • Sítios electrónicos relativos à Malária:
  1. Estudo: Desflorestação / Malária
  2. " Vacina contra a malária poderá estar disponível em 2015 "
  3. " Luta contra a malária salvou 750 mil pessoas "
  4. " Portugueses desenvolvem vacina contra a malária "

anopheles_gross_-_MALÁRIA.jpg



8. Raiva
Autora Elisa Crisci


9. Sexualidade
Autora Ana Isabel Gomes


10. Síndroma da Imunodeficiência Adquirida - SIDA
Autor Bruno Correia


10.1. Síndroma da Imunodeficiência Adquirida - SIDA
Autora Alexandra Nogueira


  • Sítios electrónicos relativos ao Síndroma da Imunodeficiência Adquirida - SIDA:
  1. HIV Roche - Consigo, connosco, com a vida
  2. INLS - Instituto Nacional de Luta contra a Sida
  3. Estatísticas do Instituto Nacional de Luta contra a Sida
  4. Liga Portuguesa contra a Sida
  5. Portal da Saúde - SIDA - perguntas e respostas
  6. AIDSPortugal

SIDA_RTEC.jpg
11. Escorbuto
Autora Alexandra Nogueira



imagesCAT51PJP.jpg220px-Scorbutic_tongue.jpg

imagesCAE9KGNE.jpg
" O escorbuto era conhecido como o 'mal de Angola' nos séculos XV e XVI "
  • Sítios electrónicos relativos ao escorbuto:
  1. Infopédia: Em que consiste o escorbuto
  2. Escorbuto infantil
  3. Trabalho sobre o escorbuto realizado no âmbito da disciplina de Bioquímica Estrutural
12. Herpes
Autora Alexandra Nogueira
imagesCAW6NW6M.jpg

Bibliografia académico/científica dos autores:
Alexandra Nogueira - Estudante do 11.º ano do Curso Científico-Humanístico Ciências e Tecnologias da Escola Secundária c/ 3.º ciclo Padre António Vieira (ESPAV), em Lisboa (Aluna de Sérgio Leal, professor de Física e Química da ESPAV)
Ana Isabel Gomes - Enfermeira e estudante de Medicina na Universidade do Algarve
Andreia Serra - Licenciada em Bioquímica pela Universidade de Coimbra, Doutoramento em Medicina/Oftalmologia e Pós-Doutoramento em Bioquímica - Desenho Computacional de vacina contra a SIDA
Elisa Crisci - Veterinária e Doutoramento em Imunologia
Ermelindo Leal - Licenciatura em Biologia pela Universidade de Coimbra, Doutoramento em Biológica Celular e Pós-Doutoramento em Neurociências - Doença dos Pezinhos
Bruno Correia - Licenciatura em Química pela Universidade de Coimbra. Doutoramento em Bioquímica - Modulação e desenho computacional em retrovacinologia